.post a img, .post img { width: 685px; height: auto; padding: 0; margin: 0px -40px 0px -40px; border: none; } -->

14 julho 2017

RESENHA: Descobertas da Adolescência + Entrevista com Autora

Nome: Descobertas da Adolescência
Autora: Danny Pereira
Capítulos: 60
Gênero: Romance Gay/LGBT+
Plataforma: Wattpad
Nota: 9/10

Já falei aqui sobre o volume I desse livro, Descobertas da Adolescência, e tinha dito que sentiria muitas saudades do Victor e do Manuel e de toda história deles. A autora Danny Pereira, resolveu fazer uma continuação dessa linda e encantadora história que fez derramar muitas lagrimas e soltar muitos sorrisos.

Gostaria de dizer que, o II foi tão bom quanto o I, sentimentos profundos e com acontecimentos que parecem reais, pois é a realidade de muitos LGBTQ+ no mundo que vivemos hoje, soube usar bem as palavras e o sentimentalismo em cada capitulo que passou e descreveu com toda sinceridade e detalhes que nos fazia sentir no fundo de nossos corações. Eu não era muito de ler livros, achava chato e nunca cheguei na metade de um capitulo, mas esse me deixou completamente preso a ele, fazendo-me ler 2 a 5 capítulos por dia, por isso demorava tanto de aparecer por lar. Para acumular!

Tive a oportunidade de me aproximar da Danny e saber um pouco da inspiração para esses maravilhosos livros que tinham acontecimentos fictícios que pareciam tão reais. Amor, afeto, medo, compreensão, raiva, todos os sentimentos que são transpassado ao decorrer da história, te faz amar personagens, odiar alguns, ter conhecimento sobre esse mundo e descobrir uma nova maneira de amar.

ENTREVISTA:

A Danny disponibilizou um tempinho para mim e deu uma pequena entrevista, o que nos permite conhecer ela e suas criações melhor e mais aprofundada.

1. Quando estava criando o livro, escrevendo algum capítulo ou decidindo o que ia acontecer, se inspirou em algum acontecimento ou momento que passou/sentiu? É inspirada em alguém ou algum casal?
Bom, na verdade eu tenho amigos gays e sempre quis escrever algo com essa temática, eis então que eu tenho a ideia de criar a história do Manuel e do Victor. Quando eu comecei a escrever não sabia direito o que aconteceria, um capítulo foi levando ao outro, no entanto, não me inspirei em nenhum acontecimento para escreve-los.

2. O final do livro foi muito emocionante, tanto da primeira parte quanto na segunda. Quando terminou de escreve-los, se emocionou muito? E como o publico reagiu?
Com o término do primeiro livro eu não fiquei tão triste, não pensava em dar uma continuidade pra história, resolvi fazer um segundo livro após muitos pedidos de meus leitores. Já o segundo, eu chorei bastante ao escrever - lo, não sabia como terminar a história, e quando pensei naquele final foi bem triste para mim, e assim como eu, o público também se emocionou bastante.

3. Como veio a decisão de escrever uma segunda temporada e continuar uma história emocionante e de profundos sentimentos?
Então, a decisão mesmo foi por conta do público que havia pedido. Não sabia direito sobre como seria, apenas que agora Victor e Manuel teriam 30 anos e seriam casados. Sabia também que com uma nova temporada, teriam que haver novos personagens, novas histórias, novos conflitos... E aos poucos eu fui criando tudo isso.

4. Como sabemos, Descobertas da Adolescência I e II é uma história de um casal gay, que supera o preconceito junto e apesar de muitas barreiras sempre estão juntos. Essas histórias foram baseadas em vida real? Ao decorrer do livro, ajudou algum LGBTQ+ a se descobrir e superar o preconceito diário?
Procurei não escrever sobre algo que eu havia visto, queria que cada detalhe fosse apenas ficção, porém um dos maiores motivos que me incentivou a escrever, foi o fato que eu queria mostrar pra sociedade que ser gay não é errado, muito menos pecado, todos temos sentimentos e o dever de amar quem queremos sem sermos julgados por isso. Sou heterossexual, mas com a história pude entrar um pouco na pele dos personagens e ver como é a sensação de você gostar de alguém do mesmo sexo. E muitos leitores tem me falado que se identificaram com os personagens, e que com meu livro eles puderam entender melhor quem são, e isso me deixa extremamente feliz.

5. Sobre o rumo que suas criações levaram, você aprendeu algo sobre escrever uma temática e saber abordar esse assunto com tranquilidade usando sempre o sentimentalismo? Vai utilizar todo esse conhecimento em alguma outra criação sua?
Bom, no momento estou escrevendo um outro livro chamado "Entre o Amor e a Amizade" que é um conto lésbico, e fala sobre duas amigas que se conhecem desde crianças, ambas são hetero, porém com o tempo elas acabam se apaixonando, e tem que decidir se lutam por esse amor ou ficam juntas e passam a enfrentar o preconceito da sociedade. É uma história muito linda, vale a pena conferir.

Danny também conta que deseja ir para as bancas, com um livro físico, mas não será possível esse ano, talvez fique para o ano que vem. Ainda estou um pouco abalado com o final desse maravilhoso conto, que me fez chorar várias vezes, sorrir muito e também, me descobrir. Espero que tenha esse retorno com vocês também, de felicidade e fortalecimento.

Conheça o Livro clicando aqui

4 comentários:

  1. Achei super legal a entrevista e a ideia do livro. Geralmente fazem livros ressaltando a adolescência hetero, com estes livros, talvez seja mais fácil para as pessoas entenderem toda a problemática que acontece nesta época de nossas vidas e com o pessoal lgbt também.

    www.doceestranheza.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cah, também adorei muito, é bem complicado achar um bom livro com essa categoria tanto em livros físicos quanto virtuais.

      Beijos do Deivy!

      Excluir
  2. Aii que tudo, já tô morrendo de vontade de ler o livro! Vou já providenciando o Watpadd no meu Cel pra começar a ler =). E migo, como assim vc não comentou sobre ele comigo antes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel. Nem me fala, eu surtei quando fiquei sem celular e não podia ler o livro kkkkk, ahh eu tentei falar contigo, mas nossa amizade produtiva não deixava kkkkk.

      Beijos do Deivy!

      Excluir